As 4 melhores métricas financeiras para startups

As 4 melhores métricas financeiras para startups

Muitos gestores acham que startups não precisam de métricas financeiras por ainda serem emergentes, o que para eles significa que a situação não é tão complexa. Contudo, esse é um erro grave que pode acabar fechando sua startup. Hoje você vai conhecer as 4 melhores métricas financeiras para startups

            A verdade é que não importa o tamanho da empresa, ele ainda precisa de muita atenção na gestão financeira. Afinal, o mercado do Brasil é super competitivo, muitas startups surgem – e muitas fecham! Por isso, é vital acompanhar toda a evolução da empresa a partir das métricas financeiras.

            As startups possuem alto risco de negócio, o que faz com que elas estejam entre os empresas que mais precisam se apoiar nas métricas financeiras. O seu poder de decisão e suas estratégias serão turbinados com os indicadores certos.

É por isso que preparamos este texto com aas 4 melhores metricas financeiras para startups. Confira tudo a seguir e evite erros!

Veja abaixo as 4 melhores métricas financeira para startups

            Descubra a seguir algumas das melhores métricas financeiras para sua startup:

            1- Margem de lucro

           % aplicada pelo empreendedor aos custos totais do produto ou serviço, estabelecendo a expectativa do lucro sobre cada uma das vendas.

            É importante portanto, calcular tanto a margem de lucro bruta quanto líquida. Para o primeiro, basta dividir o lucro líquido pela receita líquida e dividir o resultado por 100. Já o outro se calcula através da divisão do lucro bruto pela receita líquida, multiplicando o valor por 100.

            2- Burn rate

            Também chamada de “taxa de queima”, a burn rate é uma métrica que mostra em qual velocidade o caixa é reduzido com os gastos da startup. Basicamente, ele mede a quantidade de recursos financeiros que a empresa está “queimando” por mês.

            Saber disso é importante para saber por quanto tempo o investimento atual vai ser suficiente, quando será necessário começar a produzir lucro e quando é preciso renovar os investimentos.

            3- TCO (Total Cost of Ownership)

            O Total Cost of Ownership (custo total de propriedade) é uma das métricas financeiras mais utilizadas por startups, pois indica qual valor será preciso para o investimento e onde deve ser aplicado, assim como qual será o aumento da produtividade da empresa.

            Em resumo, o TCO permite a avaliação dos custos indiretos e diretos da startup. Para isso, é necessário analisar todos os gastos, como os investimentos, as compras, os custos de treinamento, manutenção, entre outros.

            4- ROI (Return On Investment)

Em segundo lugar, O ROI (retorno no investimento, em português) é crucial para as startups, pois mostra como ter um crescimento saudável. Como o próprio nome sugere, esta é uma métrica que aponta o retorno financeiro trazido para a empresa a partir de alguma ação.

Ao utilizar o ROI, você sabe em quais ações deve investir mais, para uma rentabilidade melhor. Assim, seu dinheiro é gasto de forma inteligente e sua decisão tem mais assertividade.

            Ainda assim, existem ainda muitas outras métricas financeiras essenciais para sua startup, assim como diversos outros cálculos necessários para manter as suas finanças saudáveis. Aprender todas pode ser algo extremamente difícil. É por isso, que contratar uma empresa especializada em consultoria e assessoria financeira é a melhor opção.

A Gontijo Soluções é uma empresa referência em assessoria e gestão financeira empresarial e pessoal. Porque, seus profissionais analisam os números de seu empreendimento e juntos definem estratégias para que ele continue avançando.

            Entre no site e conheça melhor todos os serviços oferecidos!

Agende uma visita conosco!

Deixe um comentário